sexta-feira, 5 de julho de 2013

Ser

Engraçado!
Descobri que nome não tem significado
É sujeito (in)determinado
Do presente que busca o passado

O ser em si não se limita ao nome
Na verdade descreve pronome
Pra mensurar tal forma
Que ao se perceber, transforma

Forma que está além das molduras
É essência das fulguras
Fulguras das esperanças

Que faz um ser então nas lembranças?
Pode ser tom e pó
Com sentimentos tão frágeis
que chega a dar dó.

Elionai Dutra
Poemas

Um comentário:

Cátia Rangel disse...

Uma análise filosoficamente sintática! That's perfect!

Postar um comentário

Obrigado por comentar. Participe de outras categorias. Um Abraço!