Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2010

Impressões

Por: Elionai Dutra

"Perco-me em sonhos e intuições
Sou mais um...
Penso em viver nas desilusões
Sou nenhum...
Tento penetrar nos corações
Sou algum...

São tantas obrigações
Sem sentido algum...
São tantos devaneios
Quem me dera um...

Devo puxar os meus freios
Olhar as marcas
Pisar nas calçadas
E ser mais um
Nenhum
Algum..."

O caso da Rosa

Num quintal havia dois jardins, um era da filha do advogado Bernardes, o outro era do filho do jardineiro Joaquim. A distribuição das duas partes se deu no dia em que o jardineiro morreu; Bernardes queria recompensar de alguma forma e pensou em dividir o seu quintal para que o filho do falecido tivesse como se lembrar de bons momentos juntos com o pai e assim amenizar sua dor.
Passaram-se cinco anos. O menino, que outrora tinha doze anos de idade, agora se torna rapaz e trabalha como jardineiro para Bernardes. Era difícil compreender naquele momento a dor de se perder um pai; foi então que Bernardes resolveu ter um diálogo com o jovem. Ao descer as escadas da bela casa, Bernardes hesitou em falar (isso porque não sabia o que falar para o filho de Joaquim, seu amigo); entretanto, tomou forças e em passos ávidos se dirigiu até ele:
--- Posso conversar com você um momento, meu jovem? Disse Bernardes com um sorriso sôfrego no rosto a acenar para seu escritório.
--- Sim senhor Bernardes, eu…