segunda-feira, 20 de maio de 2013

Desejos de vida eterna

Que a prosa compartilhe
a essência do pão que alimenta
o pedinte.

E que o amor esteja na poesia
quando o olhar for o bastante
e o cuidado, constante.

Que as palavras abram espaços
e nos intervalos acolham a vida
seguindo os passos.
Passos de quem morre
para que haja vida.

E eu cantarei com meu amor
dizendo que viver pode sim
revelar tanto amor sem pensar
no fim.

Elionai Dutra
Poemas





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar. Participe de outras categorias. Um Abraço!